Para tratamentos psiquiátricos devem-se incluir exercícios físicos, diz estudo

Até para quem não tem nenhum probleminha psiquiátrico, já se pode perceber como faz bem para a nossa mente fazer uma caminhada, correr, nadar dentre outros exercícios, e um estudo muito bom comprovou isso.

Os sintomas de depressão e ansiedade geralmente melhoram com o exercício. Aqui estão algumas dicas realistas para ajudar você a começar e permanecer motivado.

Quando uma pessoa tem depressão ou ansiedade, praticar exercício costuma parecer a última coisa que você quer fazer. Mas uma vez motivado, o exercício pode fazer uma grande diferença.

Realizar exercícios físicos ajuda a prevenir e melhorar uma série de problemas de saúde em nosso corpo, incluindo pressão alta, diabetes e até mesmo artrite.

Algumas pesquisas sobre depressão, ansiedade e exercícios mostram que os benefícios psicológicos e físicos do exercício também podem ajudar a melhorar o humor e reduzir a ansiedade.

Todo esse vínculo entre depressão, ansiedade e exercício não são totalmente claros – mas o exercício e outras formas de atividade física podem definitivamente aliviar os sintomas de depressão ou ansiedade e fazer você se sentir melhor. E ainda o exercício também pode ajudar a impedir que a depressão e a ansiedade voltem quando você estiver se sentindo melhor.

Mas afinal, como o exercício ajuda a depressão e ansiedade?

O exercício libera endorfina saudável, produtos químicos naturais do cérebro semelhantes a cannabis (canabinóides endógenos) e dentre outros produtos químicos naturais do cérebro que podem melhorar sua sensação de bem-estar.

E ainda pode ajudar a retirar sua mente das preocupações para que você possa se afastar do ciclo de pensamentos negativos que alimentam a depressão e a ansiedade.

Praticar exercício regularmente também traz muitos benefícios psicológicos e emocionais. Pode ajudá-lo:

Confiança: O cumprimento de metas ou desafios de exercícios, mesmo pequenos, pode aumentar sua autoconfiança. Entrar em forma também pode fazer você se sentir melhor sobre sua aparência.

Vida Social: Exercício e atividade física podem lhe dar a chance de conhecer ou socializar com outras pessoas. Trocar um sorriso ou uma saudação amigável enquanto você caminha pelo bairro, ou até mesmo na esteira da academia, pode ajudar seu humor.

Não tente se sentir melhor bebendo álcool: insistindo em como você se sente, ou esperando que a depressão ou a ansiedade desapareçam por si só, isso pode levar a um agravamento dos sintomas.

O estudo da Faculdade de Vermont está recomendando a prescrição de exercícios para o tratamento de vários problemas de saúde mental e de humor antes de procurar o bloco de prescrição a algum remédio na farmácia.

Este estudo ainda descobriu que praticar exercício físico é altamente eficaz no tratamento de vários problemas de saúde mental, incluindo ansiedade, depressão, esquizofrenia, pensamentos suicidas e episódios psicóticos agudos.

E ainda de acordo com o comunicado, que poderia reduzir ou eliminar a necessidade de medicamentos e o tempo gasto em instalações de tratamento intensivo.

Quanto tempo preciso caminhar ou correr?

Praticar 30 minutos ou mais de exercício por dia durante três a cinco dias por semana pode melhorar significativamente os sintomas de depressão ou ansiedade.

Porém, certas quantidades menores de atividade física – de 10 a 15 minutos por vez – podem fazer a diferença. Pode levar menos tempo se exercitando para melhorar seu humor quando você realiza atividades mais vigorosas, como correr ou andar de bicicleta.

Outros benefícios para a saúde mental do exercício e da atividade física podem durar apenas se você persistir a longo prazo – outro bom motivo para se concentrar em encontrar atividades que você goste.

Como começar

Para iniciar e manter uma rotina de exercícios ou atividade física regular pode ser um desafio. Estas etapas podem ajudar:

Identifique o que você gosta de fazer. Descubra qual o tipo de atividade física mais provável para você e pense em quando e como você provavelmente seguirá adiante.

Por exemplo, você seria mais propenso a fazer jardinagem à noite, começar o dia com uma corrida ou dar um passeio de bicicleta ou jogar basquete com seus filhos depois da escola? Faça o que você gosta para ajudá-lo a cumpri-lo.

Obtenha o apoio do seu profissional de saúde mental. Converse com seu profissional de saúde mental para obter orientação e suporte.

Procure um programa de exercícios ou rotina de atividades físicas e como ele se encaixa no seu plano geral de tratamento, isso pode ser feito por aplicativos, ou um profissional qualificado de Educação Física.

Estabeleça metas razoáveis, sua missão não precisa andar por uma hora, cinco dias por semana. Pense realisticamente sobre o que você pode fazer e comece gradualmente.

Sempre se adapte seu plano às suas próprias necessidades e habilidades, em vez de definir diretrizes irreais que você provavelmente não encontrará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comer beterraba ajuda a perder peso, melhora o rendimento no treino, e controla a pressão arterial

Couve ajuda a reduzir o apetite, desintoxicar o corpo, e combater inchaço e celulite