in

Como cultivar couve em pequenos espaços: passo a passo

A verde couve é um dos vegetais mais nutritivos que você pode cultivar e consumir em sua casa. Esta verdura é rica em vitaminas e antioxidantes poderosos, e além de ter um sabor delicioso.

Essas poderosas folhas contém fibras, antioxidantes, cálcio, vitaminas em modo C e também K, ferro e uma ampla gama de outros nutrientes que podem ajudar a prevenir vários problemas em nosso organismo.

Saiba que esses antioxidantes ajudam o corpo a remover toxinas indesejadas que resultam de processos naturais e diversas pressões ambientais.

Consumir as folhas é uma ótima forma para ajudar na digestão e eliminação, as folhas se mantém sua textura bem na culinária e pode ser cozida no vapor, frita, assada ou comida crua.

Você pode produzi-las em sucos, chips de couve, cozinha em sopa, amassá-las com batatas ou transformá-lo em salada.

Ao se consumir apenas uma xícara de couve, você encontrará apenas 33 calorias, 6 gramas de fibra e nada de gordura.

Couve é rica em ferro que é essencial para muitos processos importantes no corpo, como a formação da chamada hemoglobina, o transporte de oxigênio por todo o corpo, o crescimento celular, ajuda o fígado, etc…. Saiba que esse vegetal contém mais ferro por caloria do que a carne de boi.

Também é rica em cálcio, que é importante na prevenção da perda óssea, combate a osteoporose e ajuda na manutenção de um metabolismo mais saudável.

Poderosa em enxofre, a couve é uma excelente opção natural para desintoxicar seu corpo e melhorar a saúde do seu fígado.

A couve é resistente ao frio e ainda pode ser plantada na primavera ou no outono, saiba que além de ser muito nutritiva, o vegetal é atraente, com uma variedade impressionante de tipos, de tons verdes brilhantes a ainda roxos mais escuros, existem também algumas folhas crocantes a belezas enrugadas.

Saiba que seu valor ornamental pode ser apreciado em canteiros ou recipientes tradicionais, especialmente por volta do outono.

Como plantar 

Quando se tem uma boa luz do sol e solo fértil, ajuda a produzir os vegetais mais rápidos e macios, embora a couve também tolere uma sombra parcial.

Acrescente um pouco de composto ao solo antes de plantar e se o seu solo não for especialmente rico em nutrientes, complete sua fertilidade trabalhando em correções ricas em bastante nitrogênio, como farinha de semente de algodão ou estrume em composta no solo antes do plantio, que você encontra em floriculturas.

Como cultivar

Como você deve manter o espaço entre as plantas de couve, em torno de centímetros, é preferível começar a couve longe das principais áreas de cultivo, pois é simplesmente um uso mais eficiente desse espaço.

Ou seja você pode cultivar outra raiz em sua terra, enquanto seu vegetal ainda está no estágio de mudas em outro lugar.

Coloque as sementes de cerca de 1/4 a 1/5 de polegada de profundidade, cerca de 1/5 polegada de distância em linhas de cerca de 20 a 32 polegadas de distância em solo leve e bem regado.

Depois que passar duas semanas, afine as mudas para que fiquem com mais espaços de cerca de 14 a 20 polegadas. A couve procura ter muito espaço para se esticar.

Crescimento

Sempre mantenha seu vegetal bem regado e adubado. No caso se faltar chuva, forneça cerca de 1 litro por pé quadrado.

Insetos

Nestes vegetais as lagartas são uma praga comum, infelizmente esses buracos mastigados são o sinal do verme da couve manteiga.

Existe alguns besouros minúsculos, geralmente eles tem a cor preta. Esse animalzinho faz alguns buracos nas folhas de couve e várias outras plantas.

Essa praga da couve é facilmente resolvidos com um spray de sabão inseticida, mas fique atento a esses pequenos insetos que ficarão agrupados dentre as folhas do vegetal.

Como colher

Esse vegetal está pronto para ser colhido quando as folhas estiverem do tamanho da palma da sua mão. Procure cerca de um punhado de folhas por colheita, mas não mais do que um terço da planta de uma única vez.

Em sua colheita, sempre pegue as folhas mais antigas primeiro da parte mais baixa da planta. Também retire as folhas amareladas ou rasgadas e furadas.

Não retire o broto terminal, essa é a parte que mantém a planta com produção continua.

Se você quer aumentar a sua colheita, crie uma cobertura improvisada com algumas lonas e cobertores velhos sustentados por fardos de feno, é muito bom.

Aprenda a plantar a Lichia

Como utilizar borras de café na horta e tornar suas plantas saudáveis