Melhor treino de abdômen para fazer em casa (sem academia)

Ninguém contestará o fato de que você precisa treinar seu abdômen, a área geral que conecta todas as suas coisas carnudas de baixo do peito e acima da cintura, a toda a volta. O abdômen fornece uma base estável para produzir, reduzir e redirecionar a força com os membros do corpo.

E ainda várias pessoas argumentam que o treinamento direto do núcleo anterior – ou frontal, que inclui o reto abdominal (o “tanquinho”) – é desnecessário porque movimentos compostos grandes e pesados, como agachamento e levantamento terra, já o exercem suficientemente.

Treinos como flexões, flexões ponderadas, em pé, elevações de pernas, abaixamentos de pernas se encaixam nessa categoria.

Sim, fazemos flexões. Acredite ou não, a coluna foi projetada para flexionar e acredito que deve ser treinada da maneira que puder se mover.

O abdômen é separado anatomicamente do tórax pelo diafragma, o poderoso músculo que mede a cavidade do corpo abaixo dos pulmões.

 

O abdômen inclui uma série de órgãos, incluindo estômago, intestino delgado, cólon, reto, fígado, baço, pâncreas, rins, apêndice, vesícula biliar e bexiga.

A palavra “abdômen” tem uma história curiosa por trás. Vem do latim “abdodere”, para se esconder. A ideia era que o que quer que fosse comido estava escondido no abdômen.

O abdômen é uma área anatômica delimitada pela margem inferior das costelas e diafragma acima, o osso pélvico (ramo pubiano) abaixo e os flancos de cada lado.

Embora a dor abdominal possa surgir dos tecidos da parede abdominal que circundam a cavidade abdominal (como a pele e os músculos da parede abdominal), o termo dor abdominal geralmente é usado para descrever a dor proveniente de órgãos dentro da cavidade abdominal.

A área abdominal inclui órgãos como estômago, intestino delgado, cólon, fígado, vesícula biliar, baço e pâncreas.

A dor abdominal pode variar em intensidade, desde uma leve dor de estômago a fortes dores agudas. A dor geralmente é inespecífica e pode ser causada por uma variedade de condições.

A dor abdominal é causada por inflamação (por exemplo, apendicite, diverticulite, colite), por alongamento ou distensão de um órgão (por exemplo, obstrução do intestino, bloqueio de um ducto biliar por cálculos biliares, inchaço do fígado com hepatite) ou por perda do suprimento de sangue para um órgão (por exemplo, colite isquêmica).

Para complicar, no entanto, a dor abdominal também pode ocorrer por razões pouco claras, sem inflamação, distensão ou perda de suprimento sanguíneo.

Um exemplo importante desse último tipo de dor é a síndrome do intestino irritável (SII). Esses últimos tipos de dor são frequentemente referidos como dor funcional, porque não foram encontradas causas reconhecíveis (visíveis) para a dor.

Um médico ou gastroenterologista pode ajudar a determinar a causa subjacente da dor na área abdominal.

O que fazer para definir o abdômen

Em si, você pode fazer isso com um treinamento longo e complicado, como muitas pessoas fazem, mas no meu livro, o melhor treino de abdominais é aquele que você fará repetidas vezes.

Sim, é verdade que esses abdominais são ganhos na cozinha – não na academia. Mas, se o seu objetivo é barriga tanquinho, também é importante escolher o treino de abdominais certo para o trabalho.

Este treino é composto por sete exercícios abdominais cuidadosamente escolhidos para trabalhar os músculos abdominais superior e inferior.

Faça esse exercício intensamente três vezes por semana, mantenha uma dieta saudável que diminua as calorias, faça alguns levantamentos e a quantidade certa de exercícios aeróbicos e em breve você verá um progresso sério em tanques.

Abaixo temos um vídeo excelente de um treino muito bom de abdômen, assista ele por inteiro e faça em casa em sua rotina diária.

https://www.youtube.com/watch?v=7rXLoGSwELo

 

Filtro de barro brasileiro, é considerado o melhor do mundo

Suco de melancia com limão para desintoxicar e eliminar pedra nos rins